jp.ik associa-se à Escola Superior de Educação de Santarém em projeto de formação inovador

28 Set 2018



“Literacia Digital para o Mercado de Trabalho” é o nome do curso que tem dois anos de duração e não confere grau de mestre. Inspira-se no modelo em funcionamento há mais de uma década na Universidade Autónoma de Madrid e foi desenhado de acordo com as recomendações do Conselho Nacional de Educação, abrindo portas a variadas profissões e mitigando um dos principais desafios das famílias destes nossos jovens: a falta de formação profissional adaptada.
 
O carácter inovador e pioneiro desta formação, uma vez que é o primeiro modelo de formação de educação inclusiva em contexto de ensino superior para deficiência intelectual faz com que seja um modelo de referência para outras experiências, promovendo o desenvolvimento pessoal, bem-estar e inclusão social e laboral.
 
A jp.ik foi convidada a associar-se a esta Iniciativa de Formação pioneira no nosso País que agrega uma trilogia muito cativante: Educação,  Tecnologia e Inovação. Pelo carácter pioneiro, inovador e inclusivo desta iniciativa, a jp.ik aceitou o convite, oferecendo computadores que serão utilizados pelos alunos durante a sua formação.
 
Maria Potes Barbas, Professora e coordenadora da Formação em Literacia Digital para o Mercado de Trabalho, explica que nesta primeira edição são admitidos 11 alunos e o objetivo é replicar a experiência noutros estabelecimentos de ensino, dinamizando a inclusão social e promovendo a empregabilidade, sobretudo nas áreas do turismo e multimédia.
 
A Formação em Literacia Digital para o Mercado de Trabalho é apresentada hoje num Open Day que junta professores, alunos, pais e outros convidados nas instalações da Escola Superior de Educação de Santarém.

https://www.jpik.com/pt/newsdetail/17234787/

https://www.jpik.com/en/newsdetail/17234787/

https://www.jpik.com/es/newsdetail/17234787/